Cirne Automóveis - Revenda em Santa Maria

NOTÍCIAS
MUNDO CIRNE

Teste: Sonic quer reconectar Chevrolet ao público jovem

Notícias

Teste: Sonic quer reconectar Chevrolet ao público jovem

08/05/2021

O estudante mineiro Jayme Teixeira Leite, de 21 anos, é apaixonado por carros - nos finais de semana, seu hobby é correr no Kartódromo Internacional de Betim. “Conheço bem o Sonic. Ele será concorrente do New Fiesta, do Punto... O design esportivo dele é perfeito”, diz. Já a bartender paulista Drielli Morandi, de 24 anos, não tem paixão por automóveis. Porém, se animou quando encontrou na internet a oportunidade de ganhar um. “Após ver tantas vezes as fotos e vasculhar a fan page da Chevrolet, passei a querer o Sonic”, fala. Os dois estão entre os cinco finalistas do “Pegue se for capaz”, jogo que a GM adotou como estratégia para lançar o modelo no Brasil. Agora, mesmo, eles estão a caminho do Rio de Janeiro. Amanhã, vão sair pelas ruas da cidade em busca do prêmio da competição - um Sonic, é claro. Autoesporte foi mais rápida e não apenas já encontrou o Sonic, como o levou para a pista de testes. A seguir, você conhece o desempenho do hatch e do sedã e descobre o que os Automaníacos "estão falando" (e o que querem saber) do Sonic nas redes sociais. Lucas Emmanuel Espero que não cometam a #@* de cobrar R$ 50 mil por um carro desses, com motor 1.4 8V. Que venha o Ecotec 1.6 16V! Pedido atendido. O Sonic estreia o propulsor 1.6 16V Ecotec de 120 cv, com duplo comando variável. Ele se mostrou ágil e silencioso, e garantiu desempenho parelho ao hatch e ao sedã. Na aceleração de 0 a 100 km/h, os tempos foram de 11,4 s (sedã manual), 11,5 s (hatch manual) e 11,6 s (sedã e hatch automáticos). O Ford New Fiesta hatch cumpre a prova em 11,3 s, enquanto o sedã leva 11,2 s. Já o Honda Fit gasta 11,2 s e o City, 13,1 s. Eles são apontados como principais rivais pela Chevrolet. _Leandro Izaias A versão turbo chegará ao Brasil? O 1.4 turbinado, de 138 cv e 20,4 kgfm, está fora dos planos. Mas o torque de 16,3 kgfm do 1.6 garante boas retomadas, em especial quando associado à transmissão automática. A caixa de seis marchas é a mesma do Cruze e permite trocas manuais. Quem não usá-lo, vai encarar um câmbio bom, mas que poderia ser mais suave. Ele só está disponível no pacote completo da versão topo de linha LTZ. A configuração de entrada, LT, terá o macio câmbio manual de cinco marchas – com bons engates e primeira curtinha. _Theo Varela Como a suspensão irá se comportar nas nossas ruas em relação à absorção de impactos? A combinação entre pneus 205/55 (calçados em rodas aro 16) e suspensões dianteira independente e traseira com eixo de torção deixa o Sonic equilibrado. A nova calibragem deixou o carro bom de curva, sem roubar maciez. Paulo Henrique Garcez Machado A parte dos faróis lembra um pouco o Lancer! _Allisson Moura O painel ficou entre os mais bonitos em um uma pesquisa nos EUA. O fato de uma pessoa relacionar Sonic e Mitsubishi Lancer já deve ser motivo de festa na Chevrolet. Se ela queria criar uma imagem de esportividade, conseguiu. Os canhões de luz sem capa causam certo estranhamento à primeira vista. Mas, sem dúvida, evocam agressividade. No Facebook da AE, a maioria disse preferir o estilo do sedã. O interior, realmente, foi eleito por uma publicação americana como um dos dez mais bonitos da atualidade – ao lado de Audi A7 e Land Rover Range Rover Evoque. Chamam atenção o quadro destacado do painel (de novo sem proteção acrílica), o volante com boa pegada e a parte central do painel cercada por dois porta-objetos que causam belo efeito visual. A bola fora é o excesso de plásticos rígidos. _Rodrigo Piedade A GM vai ficar com quatro hatches compactos? O Sonic substitui o Astra? E o Agile? Até o fim do ano, essa será a linha: Celta, Agile, Ônix e Sonic. E realmente pode haver um congestionamento – inclusive entre os sedãs. O Cobalt LTZ é o mais vendido, com 55% do mix. Nessa configuração, passa dos R$ 46 mil. Quando o 1.8 automático chegar, em agosto, vai resvalar no Sonic Sedan. “Os preços são próximos, mas são carros para públicos diferentes”, garante Gustavo Colossi, diretor de marketing da Chevrolet Sobre o Astra, a Chevrolet parece confusa. A marca nega que o Sonic seja seu sucessor, entretanto, comparou o espaço dos dois na apresentação aos jornalistas. Enquanto o interior do Astra hatch comporta 2.370 l, o do Sonic abriga 2.512 l. Sim, o Sonic recebe mesmo os mais altos com conforto. Mas, então, o que vai restar ao Agile? Ele é menor que o Sonic no comprimento (3,996 m x 4,039 m), mas ganha no entre-eixos (2,543 m x 2,525 m) e no porta-malas (337 l aferidos por AE x 265).