Cirne Automóveis - Revenda em Santa Maria

NOTÍCIAS
MUNDO CIRNE

Como andam Gol e Voyage reestilizados

Notícias

Como andam Gol e Voyage reestilizados

08/05/2021

“Novo Gol?”, perguntaram muitos automaníacos ao ver as primeiras fotos do novo visual do hatch no site da AE nessa terça-feira. Que fique claro: trata-se de uma reestilização com base no G5, lançado em 2008. Não é um projeto novo. Gol e Voyage ganharam a nova identidade visual global da Volkswagen, ressaltada principalmente na dianteira, com faróis escurecidos e grande preta, um visual já conhecido em modelos como Fox, Polo, Jetta e Passat. Como a vida média de um projeto é de oito anos (há exceções, como a VW Kombi ou Fiat Uno Mille), o facelift é prática comum da indústria, afinal é preciso renovar o produto nesse intervalo para ganhar fôlego de vendas até a chegada de uma nova geração. Mas não basta mais “só um tapinha” no visual: com tanta competição, as montadoras têm se esforçado para manter preços e oferecer mais itens de conforto - ainda mais para o VW Gol, que nunca teve tantos concorrentes (são 21 nas contas do marketing da marca, sem considerar os novos Hyundai HB, Toyota Etios e Chevrolet Ônix, que chegam em breve). O que é novo? Além do novo visual, Gol e Voyage ganharam novos itens de série: vidros dianteiros elétricos, travamento central e abertura interna do porta-malas, em todas as versões. No interior, há novos detalhes de acabamento, como as saídas de ar no painel, mais sofisticadas, além do novo sistema de som (que faz parte do pacote I-Trend), que agora traz acabamento “black piano” no centro do painel. Pela tela do novo rádio é possível ver o sensor de estacionamento em ação: um gráfico com a silhueta do veículo mostra quando ele está se aproximando de obstáculos. Nas versões equipadas com retrovisores elétricos (item disponível no pacote “Acesso completo”, por R$ 700 adicionais), Gol e Voyage ganharam a função “Tilt Down”, que regula o espelho automaticamente só com o acionamento da ré, facilitando as manobras na hora de parar o veículo. Já nos modelos top, os bancos receberam um novo tipo de tecido, mais bonito, com material derivado de garrafas PET. Também nesses modelos mais equipados Gol e Voyage passam a ter o terceiro encosto de cabeça como item de série. Outra novidade da linha é a roda de liga-leve aro 16 (pneus 195/50 R16), oferecida como opção para os dois modelos, nas versões equipadas com motor 1.6. Nos dois casos, o preço do opcional é R$ 1.125. Mais economia O motor 1.0 é de nova geração e tem sobrenome TEC, que significa tecnologia para economia de combustível. Segundo a Volkswagen, o propulsor é 4% mais econômico em relação à geração anterior (motor VHT). Não há mudança em valores de potência e torque (motor 1.0 tem 76 cv e 10,6 kgfm de torque com etanol), mas com as melhorias no motor a promessa da Volkswagen é a melhoria do torque em baixas rotações, na faixa dos 1.000 rpm aos 3.000 rpm – sem ter o Gol G5 para comparação durante o test-drive, ficou difícil perceber a diferença. Combinado ao pacote BlueMotion, que traz pneus “verdes” (175/70 R14) , de baixa resistência à rolagem, e indicador digital (no quadro de instrumentos) de troca de marcha, a economia de combustível pode chegar a 8%, de acordo com a fabricante. Economia que pode ser relativa, já que a maneira de conduzir influencia muito nos resultados de consumo. E o indicador das trocas, no painel, é perfumaria: em trechos íngremes, em que é preciso mais força em quarta marcha, o display indica a troca para a quinta só pela economia de combustível. Mas aí, já sabe, o carro não vai subir.